B I S T R O H U B

Se há um setor na Espanha que está crescendo rapidamente e em constante evolução e adaptação às novas demandas de seus clientes-alvo é a entrega de alimentos ao domicílio. Para você ter uma ideia geral de sua situação neste momento, neste artigo, mostraremos os fatos e números mais importantes. Não perca esta oportunidade!

Um setor consolidado

Os números falam por si só, principalmente os que podemos extrair da última edição do relatório Gastrômetro 2020, elaborado pela Just Eat. Esses dados são particularmente úteis, uma vez que se referem à empresa líder em entrega de alimentos ao domicílio na Espanha.

  • A entrega ao domicílio está disponível em mais de 1.700 vilarejos e cidades.
  • Mais de 11.000 restaurantes oferecem entrega de comida ao domicílio.
  • Em comparação com o ano passado, mais 33% pontos de venda oferecem serviço de entrega de comida ao domicílio.

Entrega por cidades

Se pararmos para analisar os dados das cidades com o maior crescimento na entrega ao domicílio em relação ao ano passado, encontramos a seguinte classificação:

  1. Las Palmas de Gran Canaria
  2. Sevilha
  3. Murcia
  4. Zaragoza
  5. Valência

Um mercado notavelmente jovem

Sem dúvida, a característica mais marcante desse setor é a juventude, com idades entre 16 e 34 anos em 50% dos casos. Outro fato notável é que 66% pedem entrega de comida para casal. E os horários de pico são aos domingos e feriados.

Principais tendências gastronômicas

Quanto ao tipo de alimento mais procurado, temos duas novidades este ano:

  • A comida italiana substituiu a oriental como a escolha nº 1.
  • A coreana teve o crescimento mais notável: mais de 250%.

Desenvolvimento das condições de trabalho dos entregadores

Os dias de polêmica sobre a relação trabalhista entre os entregadores e as empresas de entrega ao domicílio parecem estar contados. Pelo menos, se olharmos para as últimas propostas de empresas como Deliveroo, Glovo ou Uber Eats.

Especificamente, elas estão discutindo a possibilidade de adaptar o já existente conceito jurídico espanhol de “Trade” (sigla em espanhol de trabalhador autônomo dependente) à nova realidade e à era digital. Ou, em alternativa, a criação de um novo regime especial e específico para esses trabalhadores, para acabar com a falta de cobertura e proteção que esses profissionais sofrem atualmente.

Como a COVID-19 afetou o setor de entrega ao domicílio?

De todas as consequências que a pandemia teve no mercado de entrega de alimentos ao domicílio, destacam-se as seguintes:

  • Digitalização do setor: é essencial que os restaurantes que oferecem serviço de entrega tenham as ferramentas tecnológicas necessárias, como um serviço de gestão de entrega ao domicílio.
  • Aumento do número de restaurantes com serviço de entrega: a pandemia explica por que houve um aumento tão acentuado no número de empresas de catering que aderiram ao movimento da entrega ao domicílio.
  • Expansão demográfica: a COVID-19 também fez com que muito mais pessoas, com perfis muito diferentes, tomassem a iniciativa de pedir comida pela Internet pela primeira vez.

Embora estejamos falando de tendências, tudo indica que as tendências deste ano, de alguma forma, marcarão o ritmo da evolução do setor nos próximos anos.

Posts Relacionados

Deixe um comentário

pt_BRBR